Friends: The Reunion

Eu não assistia a “Friends” de forma ordenada, sempre via os episódios aleatoriamente sem me preocupar com ordem ou temporadas. Em 2014, quando assinei a Netflix, decidi rever a série na ordem e percebi que já havia assistido a praticamente tudo, com exceção da última temporada. Tudo revisto, vida que segue. É uma série boa, o reflexo de uma era e que pouco faz sentido nos dias de hoje, ainda que ressoe muito entre os seus fãs.

Como nostalgia vende, 17 anos depois do término da série, a HBO MAX lança agora uma homenagem ao programa reunindo o elenco original. Não é um novo episódio, mas uma volta ao passado com os atores lembrando causos e episódios e revendo parte dos atores coadjuvantes e participações especiais da série, além de se debruçar, ainda que levemente, sobre o impacto cultural do programa.

Friends: The Reunion” é um bom passatempo, principalmente para os fãs mais radicais da série. O começo, especialmente, é bastante emotivo, com David Schwimmer, Lisa Kudrow, Jennifer Aniston, Matt LeBlanc, Courteney Cox e Matthew Perry se reencontrando nos cenários originais do programa. A nostalgia faz sentido, a emoção dos atores é real e sentimos a passagem do tempo, a série nos remetendo a um passado mais simples e, no meu caso, à juventude.

The Morning Show

Mas nostalgia tem limite, e a homenagem se limita ser só isso. O programa vai ficando cansativo, com participações especiais que nada agregam (David Beckham, Lady Gaga, Kit Harington) e momentos até constrangedores, como o desfile com os figurinos mais icônicos da série. A condução da entrevista feita pelo chatinho James Corden também não ajuda.

Muita gente esperava que o especial seguiria o caminho de mostrar os personagens atualmente, mas o programa até se justifica ao se desviar disso (a história está fechada e os personagens tiveram finais felizes, então para quê desestabilizá-los?). Se o caminho da homenagem e reverência faz sentido, 1h40 apenas disso é demais, ainda mais porque os atores devem ter recebido uma baba para participarem do especial, o que tira parte de sua espontaneidade.

De qualquer forma, “Friends: The Reunion” é bem editado e tem bons momentos com o elenco relendo cenas famosos e matando a saudade. O problema é que, em determinado momento, o elenco parece estar se divertindo bem mais do que o público.

Leia também:
Onde está meu coração
Halston
Made for Love
Them

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s