Todos estão falando sobre o Jamie

Inspirado em uma história real que virou um musical, esse “Todos estão falando sobre o Jamie” (disponível na Amazon Prime Video) me lembrou muito, no mal sentido, “Baile de Formatura”, outro filme com tema bastante semelhante. Ambos usam o formato musical para falar sobre diversidade e aceitação. Enquanto em “Baile de Formatura“, a trama gira em torno de uma garota lésbica lutando para levar a namorada ao baile, “Todos estão falando sobre o Jamie” foca em um adolescente gay que quer ir à festa vestido de drag queen.

Leia também: Baile de Formatura

Infelizmente, as semelhanças entre as duas produções não param por aí, já que ambas são recheadas de canções de autoajuda para passar a mensagem dos longas. A diferença é que, para a sorte do espectador, Jonathan Butterell está longe de ser um Ryan Muprhy, então o filme consegue ser menos forçado e focar mais no personagem central do que “Baile de Formatura” (em que Meryl Streep, Nicole Kidman, James Corden, entre outros, praticamente roubavam a história da novata Jo Ellen Pellman).

Jamie é um adolescente gay que acaba de completar 16 anos e sonha em se tornar uma drag queen. Como obstáculo, além do pai que não o aceita, o rapaz precisa enfrentar o preconceito no colégio, em especial de uma professora, para ver o seu sonho virar realidade. Claro que ele recebe a ajuda e o apoio da mãe que o aceita como ele é, da melhor amiga e de um mentor que o ensina a ser drag (um divertido Richard E. Grant que é bem menos aproveitado do que deveria pelo filme).

Acompanhe Esse Filme que Passou Foi Bom também no Instagram

Além da aura piegas e sentimental, outro problema de “Todos estão falando sobre o Jamie” é a falta de uma trama melhor desenvolvida. O próprio protagonista não parece muito bem desenhado, funcionando mais como um clichê ambulante do que como uma pessoa real (o filme omite, inclusive, o processo de desenvolvimento dele enquanto drag queen, como se só colocá-lo em belo vestido e um par de saltos altos fosse o suficiente para transformá-lo em uma).

Com um roteiro clichê (as canções entram em momentos-chave fáceis de serem identificados) e uma abordagem convencional, com tudo sendo resolvido com um pouco de drama, mas de forma fácil, “Todos estão falando sobre o Jamie” não apresenta nada de muito novo em um tipo de filme que parece refém de uma fórmula açucarada demais. Ainda assim, o longa diverte e emociona, mesmo que ele seja completamente esquecível.

Leia também:
Cinderela
CODA – No ritmo do coração

Annette
Em um bairro de Nova York

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s