Os Novos Mutantes

Depois de tantos atrasos e problemas de produção, não é de se estranhar que “Os Novos Mutantes” seja fraco. Mesmo assim, não deixa de ser uma decepção que esse spin-off do universo X-Men seja quase ou tão lastimável (ainda não me decidi) quanto “X-Men: Fênix Negra”, a derradeira (e massacrada) aventura dos mutantes nos estúdios da Fox.

O filme de Josh Boone (“A Culpa é das Estrelas”) apela para vários caminhos, mas não acerta em nenhum deles. O longa começa lento com ares de estudo psicológico sobre a dureza da adolescência, uma espécie de “Garota, Interrompida” com poderes mutantes. Por vezes, a produção opta pela abordagem do horror, mas a gritaria parece mais histeria gratuita e menos um produto genuíno do gênero de terror. Por fim, já quase no seu final, o filme envereda pela aventura dos super-heróis, mas já é tarde demais para o plot despertar alguma empatia pelas personagens.

X-Men: a saga dos mutantes no cinema

O ato final do longa quase nos mostra o que “Os Novos Mutantes” poderia ter sido, com a trama finalmente fazendo sentido em meio a cenas de luta que mostram a interação entre as personagens. Mas o filme demora uma vida até engrenar, optando pelo desenvolvimento das personagens da forma mais clichê e previsível possível. Antes de acertar o tom, a produção apela para diálogos constrangedores e situações mal encenadas e entrega ao público uma história arrastada e desinteressante.

A cara de produção de baixo orçamento também não ajuda, com vários efeitos visuais fracos e uma direção de arte pobre e repetitiva. Em meio à bagunça, o elenco se reveza entre o bom (especialmente Anya Taylor-Joy, a única que consegue parece estar realmente interessada no filme) e o equivocado, com destaque para a atuação forçada de Alice Braga e a total apatia de Blu Hunt, como a jovem Danielle Moonstar/Miragem. O fato do filme girar em torno da história da personagem Miragem se torna ainda mais grave por Blu Hunt ser a pior atriz em cena. O resultado de tudo são pouco mais de 90 minutos esquecíveis e genéricos.

Leia também:
On the Rocks
Rebecca – A Mulher Inesquecível
Mrs América
Desalma

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s